1972

(Do Site São Paulo Digital) Luis Fabiano e a nossa verdade! – Por Ricci Jr.

31 de julho de 2012

Boa tarde tricolores,

Não sou de me pronunciar desta forma, mas hoje quero e faço questão de esclarecer sobre uma nota publicada no R7 que diz “Luís Fabiano jura que o rompimento com a Independente é sem volta.”

Gostaria de perguntar ao referido jornalista aonde o Luis Fabiano disse isso.

Pergunto também, já que o tal jornalista está em Londres cobrindo os jogos olímpicos, como ele teve essa informação.

Sou do tempo que o jornalista atuava em prol da informação, das pessoas e da sociedade como um todo.

Sou do tempo também que o jornalista era testemunha ocular dos fatos, com isso toda e qualquer informação tinha peso e credibilidade.

Mas sei e respeito a modernidade das equipes e das fontes de informações que ajudam os bons e maus nomes do jornalismo.

Mas o que fez o referido jornalista foi tentar criar animosidade ainda maior entre o jogador e a Torcida Independente, não avaliando em momento algum as consequências colocando em risco a integridade do jogador e sua família, além da sua própria em usar nomes sem ter nenhum vínculo e direito de falar em “nome de”.

Esclarecendo que o Luis Fabiano, no segundo gol, cabeceou quando corria para o lado esquerdo do campo e após o lance, naturalmente seguiu a direção e foi a frente do Camarote Stadium para homenagear sua esposa. Juliana que estava alí, como em todos os jogos desse ano prestigiando seu marido. Ela que segurou todas as barras desse começo de 2012 ruim do time, mas aonde o peso da responsabilidade caiu nas costas obviamente do ídolo que todos sabe, sozinho e sem um técnico a altura do SPFC, ainda com elenco sem brio, garra e vontade, não resolveria sozinho.

Para a nossa sorte, grande parte dos torcedores que acompanham as notícias do esporte, o tal jornalista não tem quase NENHUM admirador e passa muito longe de alguém respeitado até mesmo pelos seus colegas da mídia esportiva.

Fui acionado por pelo relações públicas da Independente, André Nascimento que, mesmo sabendo da total falta de crédito do tal jornalista, queria saber de onde ele tirou essa ideia.

Passamos a manhã pesquisando, ligando e tentando ver qual o “fio da meada” dessa nota e todos nós, eu aqui, a pessoa da Independente, o assessor do jogador e sua família ficamos revoltados como um sujeito. Profissional que tem um canal para falar de esporte e promover a informação com responsabilidade pode ser tão leviano e inconsequente em publicar tal informação.

Acionei alguns amigos no R7 e devo ter respostas sobre isso.

Aos amigos da Independente agradeço o crédito e a confiança de falar comigo antes e de juntos chegamos a mesma conclusão. Referido jornalista quer usar do peso da fama da torcida e do jogador para garantir alguns milhares pageviews para o seu blog.

Ao assessor Rodrigo e a família do jogador igualmente agradeço e sempre terão o meu apoio e da equipe do portal SP Digital por tudo que sabemos e acompanhamos de perto no começo da temporada do tricolor em 2012.

Mas ao torcedor eu faço um alerta, aliás, quem me acompanha na mídias sociais, rádio e tv sabe que meu papel é esse, previnir e orientar os são-paulinos a não caírem nas armadilhas de quem só visa IBOPE. Ainda mais desses que esquecem da premissa jornalística que para se divulgar uma situação envolvendo 2 partes, ouve-se as mesmas e só após expõe a informação com critério, responsabilidade e profissionalismo.

Mais uma vez notícia como essa fortalece a minha ideia que a imprensa são-paulina precisa se fortalecer para defende os interesses do SPFC. Não acima dos outros clubes. Mas acima do tendenciosíssimo que desqualifica tantos profissionais do jornalismo. Porque nem todos os profissionais do esporte tiram a camisa dos seus times na hora de escrever e nos atacam de forma torpe e pequena, querendo nos igualar aos seus respectivos clube de coração.

Não precisa nem ser muito inteligente para entender o que disse o jogador após o jogo:

“- Eu não tinha de dar satisfação, tenho de fazer meu trabalho com honestidade respeitando sempre a camisa do São Paulo. A torcida se manifesta muitas vezes em cima da emoção do jogo, mas a grande maioria ainda me apoia e é nisso que eu tenho de acreditar. Quando entro em campo, esqueço essas coisas e penso em fazer meu papel. Hoje eu entrei concentrado para ajudar o time. Independentemente de qualquer coisa, é o amor pelo São Paulo, é o amor por essa camisa.”

Pra encerrar, minha iniciativa sempre será em busca do equilíbrio das coisas e promover o bem, seja entre os jogadores, principalmente aqueles que horam com tanta paixão a camisa tricolor ou com aqueles torcedores que acompanham e apoiam o time por todos os estádios do Brasil. Porque sem as duas partes unidas, o grito de apoio e incentivo ficam calados na arrogância e na vaidade! Quem perde é a história do SPFC.

Paz aos homens de boa vontade!

Assim como eu sempre digo, reflitam!

A verdade está nesta foto. O placar e o Luis Fabiano aplaudindo seu torcedor.

Abraços,
Ricci Jr
FacebookTwitterMore...


  • Rua 24 de maio, 116, 1° andar - salas 33 e 34
  • CEP: 01041-000
  • Tel: (11)3333-5279
  • Todos os direitos reservados a Torcida Tricolor Independente.
  • Desenvolvido por driano.com